ASSOCIE-SE

Associe-se e desfrute de muitas vantagens

CLIQUE AQUI

Entre em contato 51 3268-1611

A+ A-

10/05/2019

Frente em Defesa dos Bancos Públicos tem apoio de mais de 200 parlamentares

Fenae/Reprodução

O Congresso instalou, na quarta-feira (8), uma Frente Parlamentar Mista em Defesa dos Bancos Públicos, com representantes da Câmara dos Deputados e do Senado Federal. A mobilização do Comitê em Defesa das Empresas Estatais construiu o convencimento da importância de combater a venda e desmonte de instituições financeiras públicas, atualmente um dos alvos do governo de Jair Bolsonaro (PSL).

Além de parlamentares, entidades com a Fenae e Apcefs de diversos estados – incluindo a do Rio Grande do Sul – estiveram no lançamento, no Auditório Nereu Ramos, na Câmara dos Deputados, no qual lideranças intelectuais e políticas debateram a importância dos bancos públicos para a soberania e para o desenvolvimento econômico e social do Brasil.

"Convencer parlamentares da importância dos bancos públicos é levar o debate do seu papel para o Congresso. Precisamos municiá-los/las de informações para que defendam e sejam definidos objetivos para o desenvolvimento do país. Os bancos públicos têm o papel de fazer chegar os investimentos onde são necessários e atender políticas sociais em qualquer recanto do país. Precisamos defender a Caixa o tempo todo para que continue forte e atuante pois ela faz parte dos Bens Comuns, ou seja, que a todos pertencem", disse a diretora de Aposentados/as, Previdência e Saúde da APCEF/RS, Célia Zingler, que esteve presente no lançamento.

A Frente tem, já de início, 209 integrantes, sendo 199 deputados/as (a casa tem 513 membros) e 10 senadores/as (de um total de 81), de 23 partidos como PT, PSB, MDB PSDB, PDT, PSD, PSOL, Solidariedade, PP, PSC, PRB, DEM, PSL, PCdoB, PTB, entre outros. O objetivo é ampliar o debate sobre o tema na sociedade brasileira e articular resistência no Congresso para barrar projetos de desmonte e privatização de bancos como a Caixa Econômica Federal, o Banco do Brasil, o BNDES, o Banco do Nordeste (BNB) e o Banco da Amazônia (Basa).

A tônica, durante a cerimônia de lançamento, foi enfatizar a relevância das instituições financeiras públicas na economia brasileira, sobretudo em áreas como as políticas de crédito para quem não tem acesso às instituições privadas. Parlamentares ressaltaram que são os bancos públicos que investem em habitação, saneamento básico, infraestrutura urbana, educação, agricultura, entre outras áreas estratégicas.

O presidente da Fenae, Jair Pedro Ferreira, diz que é necessário agora "replicar" o lançamento da Frente em estados e municípios. "Sem os bancos públicos e a importância que eles têm na economia, não vamos conseguir fazer frente à recuperação do país. Estamos vendo a dilapidação do patrimônio público, em especial dos bancos públicos, que possuem papel importante para a população de baixa renda", afirmou.

*Com informações da Fenae.

Últimas Notícias


Associação do Pessoal da Caixa Econômica Federal do Rio Grande do Sul
Gestão CORAGEM PARA CONSTRUIR O BEM COMUM 2018/2021
Avenida Coronel Marcos, 851, Ipanema, Porto Alegre / RS | CEP 91760-000
Telefone: (51) 3268-1611 | Fax: (51) 3268-2700