ASSOCIE-SE

Associe-se e desfrute de muitas vantagens

CLIQUE AQUI

Entre em contato 51 3268-1611

A+ A-

10/05/2018

O lado artístico da categoria bancária: Tertúlia chega em sua sexta edição

A Tertúlia Bancária chegou, neste ano, à sua sexta edição. Realizada no sábado (5) no Sgt. Peppers, um tradicional bar de música em Porto Alegre, com a casa lotada, o evento reuniu 19 bandas e artistas de diversas cidades do Rio Grande do Sul.

“Este evento não é uma competição, mas uma confraternização, num clima de descontração”, definiu o cerimonialista Luiz Carlos Lasek, que é conselheiro da APCEF, além de ex-diretor de Esportes da Associação. No palco da Tertúlia, neste ano, o rock – desde o clássico dos anos 60 e 70 até fusões contemporâneas e heavy metal – foi o gênero mais tocado, mas outras preferências sonoras também estiveram presentes: música popular brasileira, nativista e latino-americana, em composições autorais e releituras.

Tertúlia Bancária

“Há dois anos realizávamos a Tertúlia nesta casa, na mesma época em que o governo ilegítimo de Michel Temer desfazia o Ministério da Cultura. Nós falamos, naquele dia, sobre a importância de entidades como a APCEF/RS de produzir eventos culturais, de música, de lazer, para que bancários e bancárias possam mostrar um pouco do que fazem fora do banco. Há vida, e muita vida, lá fora”, avaliou Marcello Carrión, presidente da Associação. “Dois anos depois, viemos aqui para reafirmar que a Associação continua produzindo com muito prazer – e também esforço e dedicação – este tipo de evento” disse, na abertura da atividade.

Tertúlia Bancária

A primeira banda a se apresentar foi a Pequeno Intervalo, um conjunto musical formado há vários anos por empregados da Caixa e seus filhos, para se apresentar na primeira Mostra de Talentos Bancários de Santa Maria. Na Tertúlia, o grupo tocou o reggae “Outra noite que se vai”, do gaúcho Armandinho.

Tertúlia Bancária

O Projeto CariTupinambá foi a atração seguinte, com a música “Nuvens”, composição própria do baixista e vocalista Bernardo Dresch. O Projeto, em atividades desde março de 2018, toca rock com influências do blues, da MPB e de ritmos regionais. A estreia nos palcos aconteceu nessa Tertúlia.

Tertúlia Bancária

Emmanuel Brandolf Jardim, de Santa Cruz do Sul, foi sozinho ao palco para executar a “Roda Viva” de Chico Buarque. Ele, que costuma ouvir rock, MPB e Bossa Nova, é também baixista.

Tertúlia Bancária

A dupla AmeriCalle, de Pelotas, composta pela voz de Teresa Ferlauto e do violão clássico de Duglas Bessa, além de sua voz, em duetos, tocou “Cuando una plaza llora”, canção de protesto em ritmo de zamba argentina composta por Alan Oto Redú e Martín César Gonçalves, além de “Vô Basílio”, de Hector Rojas.

Tertúlia Bancária

A Rebuild, quinta banda a se apresentar, é um grupo cujo objetivo é “reconstruir o mundo do rock n' roll, perdido na evolução da humanidade”. Formada por três integrantes de escolas musicais diferentes – Tiago Knijnik Tubiello (Tips), na guitarra e vocais; Claudio Petry no baixo e Luis Henrique Weissheimer (Lique) na bateria –, tocou uma fusão de "Lucy In The Sky With Diamonds", dos Beatles, com “Highway To Hell", do AC/DC.

Tertúlia Bancária

“Claudenir e Amigos”, a sexta banda, é uma formação do intérprete e compositor santa-mariense Claudenir Freitas com seus amigos da Pequeno Intervalo, que foi a primeira banda a se apresentar. Juntos, tocaram “Botando o coração na estrada”, do alegretense Wilson Paim.

Tertúlia Bancária

Com três cantoras, a Banda Atual executou “Lança Perfume” de Rita Lee e “Believe”, da cantora estadunidense Cher. Márcia Nunes, Margareth Rocha e Valéria Melo cantando em coro, acompanhadas por Edilson, João Soares e Roberto, tiveram a estreia nos palcos na VI Tertúlia.

Tertúlia Bancária

Marcelo De Marchi e Banda haviam se apresentado na última Tertúlia, e, segundo eles, restou um “gostinho de quero mais”. Marcelo trouxe novamente os companheiros da sua primeira banda para acompanhá-lo no festival, onde apresentam “The Boy of a Seashore”, de autoria de Luis Fernando Schneider, um dos integrantes do grupo. Trata-se de um heavy metal alternativo “com alma pinkfloydiana”, como definem.

Tertúlia Bancária

A CLT43 é uma banda montada em março de 2016 para a Tertúlia daquele ano. Composta por flauta, baixo, guitarra, bateria, teclado e vocal, o grupo apresentou três cancões: “Eu quero sempre mais”, do Ira!, Obrigado não, de Rita Lee, e Admirável Chip Novo, da Pitty.

Tertúlia Bancária

O bancário Leandro Ladeira, nascido em Pelotas e residente em Porto Alegre está completando seu segundo ano no coral da APCEF, mas participou por dez anos do coro da UFPel. Seu primeiro encontro com a banda Pequeno Intervalo, que também o acompanhou, foi no X Festival de Música
da APCEF. Juntos, eles tocaram Há Tempos, do Legião Urbana, e Have you ever seen the rain, da banda norte-americana Creedence Clearwater Revival.

Tertúlia Bancária

Diva Maria também se apresentou com a Pequeno Intervalo. Ela participou de atividades como delegada sindical e atualmente faz parte da diretoria da APCEF/RS, na pasta de Formação. Participou da Tertúlia pela primeira vez neste ano, com a canção “Morena Tropicana”, de Alceu Valença.

Tertúlia Bancária

A Esquerda, Volver! foi o grupo seguinte. A banda, da qual o vice-presidente da APCEF Marcos Todt é vocalista, já é veterana das Tertúlias. Junto com Victor Todt, no violão e segunda voz, Marcelo Hartmann na guitarra, Matheus Frölich no baixo e Lauro Brandão na bateria, eles fizeram um medley de “Amanhã ou depois” e “Paz e amor”, do Nenhum de Nós, e também tocaram a canção Lamento Boliviano, dos argentinos Enanitos Verdes.

Tertúlia Bancária

Ilberto Luis Trentin e Rochester Filho, ambos santa-marienses integrantes da Pequeno Intervalo, tocaram em seguida, em uma apresentação instrumental de guitarra e bateria, tocando samba e chorinho.

Tertúlia Bancária

Nilo Flores, que faz parte da diretoria de Cultura da APCEF, apresentou-se também. Acompanhado do violão, tocou Bailes da Vida, do mineiro Milton Nascimento.

Tertúlia Bancária

João Vitor da Costa, acompanhado por Alexandre, Ilberto, e João Rios se reuniram para tocar Losing My Religion, do R.E.M – executada com ukulele, como na versão gravada pela banda –, e Estou na Mão, da TNT. O grupo se reúne eventualmente para participar de eventos como a Tertúlia Bancária e a Mostra de Talentos Bancários do Sindicato de Santa Maria.

Tertúlia Bancária

A TriRock's, 16ª banda a tocar, tem integrantes de Guaíba e Eldorado do Sul, e toca o rock dos anos 70, 80 e 90. Com Henrique Nunes no baixo, Bruno Rieffel na bateria, Murilo Guedes na guitarra e Carlos Neto no vocal, eles participaram da Tertúlia pela terceira vez, tocando Proud Mary, do Creedence Clearwater Revival, e The Way, da Fastball.

Tertúlia Bancária

Os Vidigais – definidos por eles mesmos como "25 anos sem história", já que a banda se reuniu ainda na adolescência dos membros, no interior do estado, e só agora voltou aos palcos. Na Tertúlia, o grupo – do qual fazem parte os músicos José Francisco Goulart Neto, Denis Lima e Adriano Pauli – apresentou as músicas Irmã do Dr. Robert e Tô na mão, ambas da banda gaúcha TNT.

Tertúlia Bancária

A banda B.Y.L, penúltima a tocar, diz-se apaixonada pelo rock e seus derivados. Atualmente, o grupo toca em bares e pubs de Santa Maria, e na Tertúlia tocaram I Want to Break Free, do Queen.

Tertúlia Bancária

Jorge Hugo Souza Gomes, - ou JH O Comendador – associado da APCEF desde 1976, finalizou a primeira parte da noite, antes do palco livre. Líder da Banda Fróide Explica, lançando o EP Magra do Bonfa – a Ópera do Rock Gaúcho, trouxe duas canções do disco, em formato acústico, acompanhado pelo músico Rafael BlackBird.

Você poderá assistir a todas as apresentações da VI Tertúlia Bancária em breve, em DVD e no canal da APCEF no YouTube. A gravação do ano passado pode ser vista aqui.

O álbum com a cobertura fotográfica completa está disponível na página da APCEF/RS no Facebook.

A Tertúlia é realizada pela APCEF/RS com apoio do Sindicato dos Bancários de Santa Maria e Região, Sindicato dos Bancários de Pelotas e Região, Associação dos Funcionários das Empresas do Grupo Banrisul, Sindibancários Santa Cruz do Sul e Região e Sindicato dos Bancários do Vale do Caí.

Últimas Notícias


Associação do Pessoal da Caixa Econômica Federal do Rio Grande do Sul Gestão. NOSSA LUTA É POR SUAS CONQUISTAS 2015/2018 Avenida Coronel Marcos, 851 Ipanema Porto Alegre / RS CEP 91760-000 Telefone: (51) 3268-1611 Fax: (51) 3268-2700